O que é o prolapso genital?
O prolapso genital de órgãos pélvicos é definido como a descida pela vagina de pelo ao menos uma estrutura pélvica, incluindo o útero ou colo uterino, bexiga, intestino ou reto. A prevalência na mulher em idade reprodutiva é em torno de 20%. Cerca de 80% das mulheres são assintomáticas. Quando presente, os sintomas mais comuns são dor ou peso na vagina, sensação de “bola” na vaginal, dor vulvar ou perineal e desconforto durante a relação sexual.

Como diagnosticar o prolapso genital?
O diagnóstico é essencialmente através do exame físico. Exames de imagem podem ser solicitados em casos de grandes prolapsos para programação adequada do reparo cirúrgico.

Como tratar?
O tratamento cirúrgico geralmente é indicado nos casos de grandes prolapsos ou naqueles menores, porém sintomáticos. Dificuldade evacuatória ou de esvaziamento vesical, bem como dor perineal persistente, e em casos extremos obstrução ureteral, são exemplos de sintomas que podem levar ao tratamento cirúrgico. A escolha da técnica cirúrgica depende de qual órgão está prolapsado, sendo a abordagem vaginal comumente utilizada. Para o reparo de prolapso de múltiplos órgãos a via videolaparoscópica é uma opção factível e eficaz, também chamada de sacrocolpofixação videolaparoscópica. A equipe de médicos da clínica
Uromédica está qualificada para oferecer aos seus pacientes todas as etapas do tratamento dos prolapsos genitais de órgãos pélvicos, incluindo a sacrocolpofixação videolaparoscópica ou robótica.

Compartilhe esse artigo